Principais Consequências

CONSEQUÊNCIAS DO AQUECIMENTO GLOBAL EM RESUMO

Aumento da Temperatura Global

A temperatura média na superficie da Terra aumentou 0.9°C desde o final do seculo 19, consequência do acréscimo do dióxido de carbono emitido para a atmosfera pelo homem. O ano de 2016 foi o mais quente desde que existem registos.

Aumento da Temperatura dos Oceanos

Os oceanos absorveram a maior parte do aquecimento global, com os 700 metros de profundidade apresentarem um aumento de cerca de 0.4°C desde 1969.

Imagens

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and type setting industry when an unknown printer took a galley.

Soluções

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and type setting industry when an unknown printer took a galley

Menu

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and type setting industry when an unknown printer took a galley

Menu

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and type setting industry when an unknown printer took a galley

Algumas Evidências

Provas do aquecimento global em resumo
2016
Aumento da Temperatura Global

A temperatura média na superficie da Terra aumentou 0.9°C desde o final do seculo 19, consequência do acréscimo do dióxido de carbono emitido para a atmosfera pelo homem. O ano de 2016 foi o mais quente desde que existem registos.
Saber Mais

1969 -
Aumento da Temperatura dos Oceanos

Os oceanos absorveram a maior parte do aquecimento global, com os 700 metros de profundidade apresentarem um aumento de cerca de 0.4°C desde 1969.
Saber Mais

1969 -
Aumento da Temperatura dos Oceanos

Os oceanos absorveram a maior parte do aquecimento global, com os 700 metros de profundidade apresentarem um aumento de cerca de 0.4°C desde 1969.
Saber Mais

1840 -
Acidificação dos Oceanos

Desde a Revolução Industrial, a acidez da superficie dos oceanos aumentou cerca de 30%. Este aumento, é resultado do aumento das emisões de dióxido de carbono na atmosfera e, consequentemente, é absorvido pelos oceanos. A quantidade de dióxido de carbono absorvida pela camada superior dos oceanos esta a aumentar em cerca de 2 milhões de toneladas por ano.

Fonte: NASA ©

O gelo no Mar de Beaufort, no Oceano Ártico, sofreu fraturas e rompimentos significativos em meados de abril de 2016, consideravelmente antes do período de final de maio, quando geralmente acontece.

Os especialistas da NASA atribuem a mudança a temperaturas do ar incomumente quentes durante os primeiros meses do ano e a ventos fortes causados por um sistema de alta pressão parado na área.

Fonte: NASA ©

Evidências em Detalhe

Acidificação dos Oceanos

O gelo no Mar de Beaufort, no Oceano Ártico, sofreu fraturas e rompimentos significativos em meados de abril de 2016, consideravelmente antes do período de final de maio, quando geralmente acontece.

Os especialistas da NASA atribuem a mudança a temperaturas do ar incomumente quentes durante os primeiros meses do ano e a ventos fortes causados por um sistema de alta pressão parado na área.

Fonte: NASA ©

Evidências em Detalhe

Aumento da Temperatura dos Oceanos

O gelo no Mar de Beaufort, no Oceano Ártico, sofreu fraturas e rompimentos significativos em meados de abril de 2016, consideravelmente antes do período de final de maio, quando geralmente acontece.

Os especialistas da NASA atribuem a mudança a temperaturas do ar incomumente quentes durante os primeiros meses do ano e a ventos fortes causados por um sistema de alta pressão parado na área.

Fonte: NASA ©

Imagens da mudança

Derretimento precoce do gelo no Mar de Beaufort, no Ártico

O gelo no Mar de Beaufort, no Oceano Ártico, sofreu fraturas e rompimentos significativos em meados de abril de 2016, consideravelmente antes do período de final de maio, quando geralmente acontece.

Os especialistas da NASA atribuem a mudança a temperaturas do ar incomumente quentes durante os primeiros meses do ano e a ventos fortes causados por um sistema de alta pressão parado na área.

Fonte: NASA ©

Principais Consequências

Consequências do aquecimento global em resumo
2016
Aumento da Temperatura Global

A temperatura média na superficie da Terra aumentou 0.9°C desde o final do seculo 19, consequência do acréscimo do dióxido de carbono emitido para a atmosfera pelo homem. O ano de 2016 foi o mais quente desde que existem registos.
Saber Mais

1969 -
Aumento da Temperatura dos Oceanos

Os oceanos absorveram a maior parte do aquecimento global, com os 700 metros de profundidade apresentarem um aumento de cerca de 0.4°C desde 1969.
Saber Mais

1969 -
Aumento da Temperatura dos Oceanos

Os oceanos absorveram a maior parte do aquecimento global, com os 700 metros de profundidade apresentarem um aumento de cerca de 0.4°C desde 1969.
Saber Mais

1840 -
Acidificação dos Oceanos

Desde a Revolução Industrial, a acidez da superficie dos oceanos aumentou cerca de 30%. Este aumento, é resultado do aumento das emisões de dióxido de carbono na atmosfera e, consequentemente, é absorvido pelos oceanos. A quantidade de dióxido de carbono absorvida pela camada superior dos oceanos esta a aumentar em cerca de 2 milhões de toneladas por ano.
Saber Mais

Fonte: NASA ©

My Skill

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Magnam odio vel, doloremque dignissimos, doloribus esse ullam. Voluptatibus, veritatis quas. Incidunt deserunt eius harum a dolorem. Debitis, optio. Magnam cupiditate, adipisci?

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Magnam odio vel, doloremque dignissimos, doloribus esse ullam. Voluptatibus, veritatis quas. Incidunt deserunt eius harum

Imagens da mudança

Encolhimento do reservatório de Valdecañas expõe "Stonehenge" espanhol

Quando a Espanha construiu o reservatório de Valdecañas em 1963, a água submergiu um monumento antigo chamado "o Dolmen de Guadalperal".

Estima-se que esse conjunto de mais de 100 grandes rochas, considerado o Stonehenge espanhol, tenha 7.000 anos. As condições secas e quentes em 2019 reduziram o nível da água o suficiente para expor as pedras.

Um círculo e uma seta marcam sua localização nessas imagens.

Fonte: NASA ©

Dióxido de Carbono

------------------

Me Tanmoy Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and type setting industry when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book It has survived not only five centuries.

1001

TESTE1

250

TESTE2

150

TESTE3

1500

TESTE4

Aumento da Temperatura Global

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Magnam odio vel, doloremque dignissimos, doloribus esse ullam. Voluptatibus, veritatis quas. Incidunt deserunt eius harum a dolorem. Debitis, optio. Magnam cupiditate, adipisci?

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Magnam odio vel, doloremque dignissimos, doloribus esse ullam. Voluptatibus, veritatis quas. Incidunt deserunt eius harum

perguntas frequentes

As respostas às perguntas mais comuns

Sim! De acordo com um estudo publicado pela revista Nature Climate Change a probabilidade de existir outra causa para o aquecimento global é de 1 em 1 milhão.

Mas como chegaram a essa conclusão? Chegaram a essa conclusão depois de analisarem uma base de dados de satélites com informação que têm vindo a coletar à 40 anos.

Sim, a larga maioria dos cientistas com publicação ativa de artigos/estudos sobre o clima - cerca de 97% - concordam que os humanos estão causar o Aquecimento Global e a Mudança Climática.

Já são visiveis várias consequências do Aquecimento Global. Existem também provas de eventos climáticos que são desencadeados pelas alterações que já fizemos.

Mesmo que parassemos hoje de emitir gases com efeito de estufa, o Aquecimento Global iria continuar por algumas décadas. Isso aconteceria porque o principal gás com efeito de estufa - dióxido de carbono - fica preso na nossa atmosfera e demora centenas de anos para desaparecer. Mesmo que parassemos agora a emitir gases com efeito de estufa, a terra iria aquecer em média mais 6°C, de acordo com as últimas estimativas. Lembramos que a temperatura média da Terra subiu 0,98°C.

Com a atual subida da teperatura média da Terra, os cientistas afirmam que um "desastre global" já se está a desenrolar no polos no planeta.


Como parar alguns dos efeitos mais graves do Aquecimento Global?


Respoder ao Aquecimento global passaria por duas abordagens: diminuir drasticamente a emissão dos gases responsáveis pelo efeito estufa; aprender a viver com as mudanças já causadas.

Sim e não! O buraco na camada do ozono, consequência das nossas ações, situa-se acima do Polo Sul durante a primavera do hemisfério sul. A camada de ozono protege-nos dos raios UV, ultravioleta, que veem do sol. Infelizmente, fizemos um buraco nessa camada, devido à utilização de CFCs, clorofluorcarbonetos.

Os cientista descobriram recentemente que essa buraco está a alterar o clima no hemisfério sul. Por causa dessa destruição do ozono a estratosfera afastou-se da superficie da terra tornando-a mais fria e por consequente, o hemisfério sul mais frio.

Fonte: Ozone Watch 2018 ©NASA

Estudo retirado e traduzido do Union of Concerded Scientists.Visitar o site original.

Publicado em 16 de Julho, 2008 Atualizado a 27 de Julho, 2017

some text

Atividades humanas causam esgotamento do ozono e o aquecimento global

some text

O esgotamamento do ozono NÃO causa o aquecimento global, mas esses dois problemas tem uma causa em comum: as atividades humanas que produzem e libertam poluentes na atmofera, alterando-a O aquecimento global é causado principalmente pelo acumulo excessivo de dioxido de carbono na atmosfera.

O dioxido de carbono espalha-se pela atmosfera como um cobertor, e é um dos principais gases responsáveis pela absorção de radiação infravermelha. O esgotamento do ozono ocorre quando os Clorofluorocarboneto (CFSs) e halons – gases presentes nos sprays e refregirantes – são libertados para a atmosfera.

Como funciona o Ozono?

O sol emite radiação eletromagnética em diferentes comprimentos de onda, traduzindio-se em energia com diferentes intensidades. A atmosfera age como um escudo de várias camadas que protege a Terra contra perigosas radiações solares. O ozono é encontrado em duas zonas diferentes da nossa atmosfera. Ao nível do solo, o ozono é prejudicial para a saúde humana e para o ambiente. É encontrado na atmosfera mais baixa (troposfera) e não tem nada a ver com o "buraco do ozônio".

A camada estratosférica de ozono absorve a radiação ultravioleta (UV), impedindo que os raios prejudiciais UV atinjam a superfície da Terra e prejudiquem os organismos vivos. Os raios UV não podem ser vistos ou sentidos, mas são muito poderosos e alteram a estrutura química das moléculas.

A radiação UV desempenha um pequeno papel no aquecimento global, porque sua quantidade não é suficiente para causar o aumento de temperatura na terra. A radiação UV representa uma pequena porcentagem da energia do sol e não é altamente absorvida ou dispersa na atmosfera - especialmente quando comparada a outros comprimentos de onda, como o infravermelho. Porém, o esgotamento do ozono também é preocupante, porque afeta diretamente a saúde dos seres humanos e de outros organismos vivos.

Entre em contacto

Fale Connosco

Olá, obrigado pela sua visita! Podemos ajudar? Envie-nos uma mensagem para fazer criticas, perguntas ou dar sugestões. Não se esqueça de ajudar a passar a palavra. Partilhe este site com os seus amigos. 😜